Bem-vindo, (entrar) | www.radioriovermelho.com.br
 
   
 
       
 
 
 
 
Início > Últimas notícias > 18/01/2021 08:54
   
 

  Enfermeira de SP é a primeira pessoa do Brasil vacinada contra a Covid-19

Ton Paulo
www.emaisgoias.com.br Foto: Amanda Perobelli/Reuters

Um enfermeira de 54 anos, que atua na UTI do Instituto de Infectologia Emílio Ribas, em São Paulo, foi a primeira pessoa vacinada do Brasil, fora dos ensaios clínicos, contra a covid-19. Mônica Calazans recebeu a dose da Coronavac por volta das 15h30 deste domingo, 17, minutos depois do imunizante ter seu uso emergencial aprovado por unanimidade pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

A aplicação da vacina em Mônica ocorreu em um evento de caráter simbólico no Centro de Convenções do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. A enfermeira faz parte do grupo de risco por ter diabetes e ser hipertensa. Ela também foi voluntária da terceira fase dos testes clínicos da Coronavac realizados no país e havia recebido placebo.

O evento contou com a presença do governador de São Paulo, João Doria (PSDB). Em discurso, o gestor se referiu ao dia de hoje como "histórico para o Brasil" e enalteceu àqueles que, segundo ele, lutam contra o negacionismo da ciência.

“Como pai de família, como alguém ao lado de tantos brasileiros que lutam pela vida, que lutam contra o negacionismo, que lutam pela proteção dos brasileiros, hoje é o Dia V da vida, da vacina, dos brasileiros”, disse o governador logo antes da aplicação […]. Este é um momento histórico para o Brasil. E aqui no hospital das clínicas em São Paulo, referência para o país, referência internacional, é aqui que nós iniciamos imediatamente a vacinação dos brasileiros”, declarou.

Aprovação da vacina

A Anvisa aprovou por unanimidade, na tarde deste domingo, os pedidos de uso emergencial no Brasil das vacinas Coronavac, produzida pelo Instituto Butantan com o laboratório chinês Sinovac, e AstraZeneca, desenvolvida pela Universidade de Oxford com a Fiocruz.

Os dois imunizantes são os primeiros aprovados no país no combate à covid-19. As vacinas serão usadas preferencialmente para uso em programas de saúde pública e, inicialmente, destinado para imunização de pessoas de grupos de risco como indígenas, idosos e profissionais de saúde.

   
 
   
  Voltar
   
  Mais notícias
   
  Secretário de Saúde de Pires do Rio é afastado do cargo após vacinar a esposa contra Covid-19

Câmara de Catalão aprova licença de Adib Elias por tempo indeterminado

Vianópolis registra quatro novos casos de Covid-19

Silvânia tem mais sete casos de Covid-19

Escolas estaduais de Silvânia continuam com aulas não presenciais até o final de fevereiro

Enel realiza mutirão de manutenção da rede elétrica na zona rural de Orizona

Catalão ultrapassa 100 mortes por Covid-19

Silvânia não registra novos casos de Covid-19 nesta quinta-feira

Motorista da Secretaria de Saúde é o primeiro a ser vacinado contra a Covid-19 em Leopoldo de Bulhões

Internos do Lar dos Idosos e da Residência Terapêutica de Silvânia serão vacinados contra a Covid-19

Ver todas as notícias


 

Ouça

 

Assista

 
  Participe
Seu nome:
 

Seu comentário:

 
 
 
  Peça sua música
Seu nome:
 
Cidade/Estado:
 
Sua música:
 
Manda para:
 
 
 
  Redes Sociais
 

 
 
   
 
  © Copyright 2012-2019 - Rádio Rio Vermelho - Todos os direitos reservados

A Rádio | Notícias | Programação | Comercial | Equipe | Contato