Bem-vindo, (entrar) | www.radioriovermelho.com.br
 
   
 
       
 
 
 
 
Início > Últimas notícias > 19/05/2020 09:22
   
 

  Desmatamento na Amazônia em abril é o maior desde 2008

Agência O Globo
www.emaisgoias.com.br Foto: O Globo

A crise de Covid-19 e as medidas restritivas que vieram em seguida não frearam o desmatamento florestal na Amazônia. Pelo contrário. É o que indicam os dados do Sistema de Alerta de Desmatamento (SAD) feito pelo Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon). De acordo com o relatório de abril, divulgado nesta segunda, foram 529 quilômetros quadrados de área devastada na região. Um recorde para o mês desde 2008, ano em que o levantamento passou a ser realizado.

A área desmatada é superior à de cidades como Porto Alegre (496,8 km²) e Maceió (509 km²) e equivale a mais que o dobro de Recife (218 km²). Em relação a abril de 2019, quando 195 km² foram desmatados em toda a Amazônia Legal, o aumento foi de 171%.

O acumulado desde janeiro é de 1.073 km², quase igual à área da cidade do Rio de Janeiro (1.255km²). Na comparação com o mesmo período do ano passado, quando foram registrados 460 km² de desmatamento, o aumento foi de 133%.

Em março, o aumento já havia sido significativo: foram 254 km² de floresta derrubada, o que representou um aumento de 279% em relação ao mesmo período do ano anterior. Segundo o Imazon, o estado do Amazonas foi responsável pela maior parte do território desmatado.

Em abril, no entanto, Pará, com 32% das florestas derrubadas, Mato Grosso (26%) e Rondônia (19%) lideraram o ranking do desmatamento. O Amazonas veio em seguida, sendo responsável por 18% das áreas atingidas.

De acordo com o Imazon, a maior parte do território desmatado (60%) está em áreas privadas ou sob algum tipo de posse. Unidades de conservação (22%), assentamentos (15%) e terras indígenas (3%) completam a lista.

No recorte anual também houve aumento. De abril de 2019 a abril de 2020, uma área de 3.918 km² foi desmatada. É como se uma floresta com 2,5 vezes o tamanho da cidade de São Paulo tivesse sido posta abaixo. Em relação aos 12 meses anteriores (2.169 km²), o aumento foi de 81%.

Confira, ano a ano, os resultados do desmatamento no mês de abril, segundo o Imazon:

2020: 529 km²

2019: 195 km²

2018: 516 km²

2017: 95 km²

2016: 183 km²

2015: 137 km²

2014: 101 km²

2013: 140 km²

2012: 71 km²

2011: 298 km²

2010: 65 km²

2009: 121 km²

2008: 156 km²

   
 
   
  Voltar
   
  Mais notícias
   
  Vianópolis confirma 3º caso de coronavírus

Governo nomeia indicado do Centrão para comandar fundo de R$ 30 bilhões da Educação

Número de casos de coronavírus passa de 500 mil no Brasil

Goiás ultrapassa 3,7 mil casos confirmados de Covid-19 e tem 124 mortes

Presos em Pires do Rio, dois acusados do assassinato de mulher desaparecida em Goiás desde fevereiro

Morador de Gameleira de Goiás morre com sintomas suspeitos de Covid-19

Acordo fixa prazo de 20 dias para análise de pedidos do auxílio de R$ 600

Justiça determina home office nos Correios de Catalão após casos de covid-19

Conselho Estadual de Educação autoriza aulas não-presenciais até 30 de junho

Hospital de Campanha de Porangatu é inaugurado por Ronaldo Caiado

Ver todas as notícias


 

Ouça

 

Assista

 
  Participe
Seu nome:
 

Seu comentário:

 
 
 
  Peça sua música
Seu nome:
 
Cidade/Estado:
 
Sua música:
 
Manda para:
 
 
 
  Redes Sociais
 

 
 
   
 
  © Copyright 2012-2019 - Rádio Rio Vermelho - Todos os direitos reservados

A Rádio | Notícias | Programação | Comercial | Equipe | Contato