Bem-vindo, (entrar) | www.radioriovermelho.com.br
 
   
 
       
 
 
 
 
Início > Últimas notícias > 08/03/2014 07:58
   
 

  Aparece dono de dinheiro encontrado em carro no aeroporto de Goiânia

Márcia Sousa
www.opopular.com.br Foto: Fernanda Borges/G1

O mistério que ronda a história do R$ 1,364 milhão encontrado dentro de um Fiat Strada abandonado no estacionamento do Aeroporto Santa Genoveva pode ter chegado ao fim. Um homem se apresentou na Superintendência da Polícia Federal, às 14 horas desta sexta-feira, 07 de março, e se identificou como sendo o dono da quantia. O senhor, cujo nome não foi revelado, declarou ao delegado que deixou o veículo no local, porque estava sendo perseguido e pensou que lá seria um bom lugar para preservar o dinheiro, fruto, segundo ele, de agiotagem, operações em casas de câmbio, compra e venda de carros e casas. Além disso, ele afirmou que deixou o carro fechado e que a quantia era maior do que a que chegou até a sede da Polícia Federal.


O suposto dono do dinheiro é parente das pessoas citadas na edição desta sexta-feira do jornal POPULAR e também é natural de Ituiutaba (MG), a mesma cidade dos demais. Ele, inclusive, é pai de uma das moças citadas, a estudante Monaliza Miranda dos Santos, que é proprietária da casa do Parque Flamboyant, em Aparecida de Goiânia, cujo endereço constava no envelope, onde a chave e o documento do carro foram encontrados na madrugada do dia 3 de março.


O delegado responsável pela Delegacia de Repressão a Crimes Contra o Patrimônio e ao Tráfico de Armas (Delepat), Marcel Ahringsmann de Oliveira (foto), que comanda a investigação do caso, não considerou pertinente solicitar a prisão do homem, mesmo sabendo que o dinheiro é fruto de atividades ilegais. Ele explicou que o suspeito se apresentou espontaneamente e que o inquérito ainda não foi aberto oficialmente, por falta de expedição de portaria e comunicação à Justiça. Sem o número do processo, dificulta a solicitação de prisão preventiva.


O aparecimento do suposto dono, no entanto, não finaliza o caso e a investigação prossegue com uma série de pontos a serem esclarecidos. Um deles é o suposto envolvimento da filha do dono e de seu ex-genro, Anderson Leal. O rapaz também mantinha um perfil no Facebook com o nome de Anderson Farias. Segundo o delegado, ao que tudo indica, ele e a ex-namorada possuem diversas identidades.


A investigação acredita que Monaliza e Anderson serviam ao provável esquema montado pelo pai da moça, utilizando-se de identidades falsas para comprar, vender, transferir e financiar carros. A jovem foi a primeira entre os suspeitos a ser ouvida pelo delegado. Ela foi intimada, depois que a polícia localizou a casa onde ela está morando, e se apresentou na tarde de quinta-feira. De acordo com o delegado, ela alegou que não tem nada a ver com o caso, que ficou sabendo pela imprensa e que, inclusive, desconhece aquele que seria seu ex-namorado - no caso, Anderson.


Em investigação feita pelo jornal O POPULAR, foram encontradas fotos do casal junto em viagens e em festas de família. O rapaz ainda não foi localizado e também será intimado para depor. O delegado confirmou que Anderson foi o primeiro dono do Fiat Strada e que o carro foi vendido por ele para a atual dona, que também possui relação de parentesco com o homem que se apresentou como proprietário da quantia. Fabiana Ângela Vilarinho Silva, de 18 anos, dona do Strada, é sobrinha da ex-companheira do tal homem.


O POPULAR estabeleceu contato com ela via telefone e a jovem declarou não conhecer nenhum dos envolvidos, mesmo sendo amiga de Facebook de Monaliza, mas confirmou que o carro está sim em seu nome. “Minha mãe que comprou e colocou no meu nome, mas ela o vendeu antes do carnaval”, disse. O suposto dono do dinheiro alegou ao delegado que pegou o carro emprestado da ex-parente, no caso a mãe de Fabiana, a autônoma Márcia Gomes Vilarinho.


A jovem contou ainda que a mãe viajou nos últimos dias para a casa de uma tia, que fica em outro estado. O telefone celular de Márcia, segundo Fabiana, teria ficado em Ituiutaba. Ao ser informada de toda a história envolvendo o Fiat Strada e o dinheiro encontrado dentro dele, a menina se disse surpresa e espantada com o fato. “Eu estou em choque. Não tenho nem ideia de onde veio esse dinheiro e desconheço essas pessoas. Não sei de nada”, afirmou.

   
  Voltar
   
  Mais notícias
   
  Pirataria e contrabando causam prejuízo de R$ 30 bilhões para a indústria

Mega-Sena pode pagar R$ 30 milhões nesta quarta-feira

Dilma tem 36% das intenções de voto; Marina, 30% e Aécio, 19% em pesquisa Ibope

Em debate na CNBB, Aécio e Dilma trocam farpas sobre corrupção

Atlético-GO vence América-RN no Serra e confirma boa fase

Vila Nova vence Icasa no Romeirão e esboça reação no campeonato

Baixo nível de hidrelétrica causa morte de mais de 6 mil peixes em Itumbiara

Operação desarticula quadrilhas de fraudes bancárias e benefícios sociais

Brasil tem 1º caso de transmissão da febre chikungunya

Vestibular 2015 da UEG oferece 40 vagas na unidade universitária de Silvânia

Ver todas as notícias


 

 

 
  Participe
Seu nome:
 

Seu comentário:

 
 
 
  Peça sua música
Seu nome:
 
Cidade/Estado:
 
Sua música:
 
Manda para:
 
 
 
  Redes Sociais
 

 
 
   
 
  © Copyright 2012 - Rádio Rio Vermelho - Todos os direitos reservados

A Rádio | Notícias | Programação | Comercial | Equipe | Contato