Bem-vindo, (entrar) | www.radioriovermelho.com.br
 
   
 
       
 
 
 
 
Início > Últimas notícias > 09/05/2013 15:12
   
 

  PMs estão entre os 100 presos em ação da Polícia Civil, em Goiás

Márcia Sousa
www.g1.com Foto: Reprodução/ TV Anhanguera

A Polícia Civil prendeu 101 pessoas em cidades goianas na manhã desta quinta-feira (9). Entre elas, estão 18 policiais militares que atuam em Goianira, na Região Metropolitana de Goiânia. Eles são suspeitos de crimes como homicídio, ocultação de cadáver, tráfico de drogas e latrocínio. As prisões fazem parte das Operações Dilúvio e Resgate, que integram a ação nacional da Polícia Civil, denominada Operação PC 27.

Dos policiais detidos na Operação Resgate, 17 trabalham na corporação e um está na reserva. Um tenente, que já foi comandante do Batalhão Policial de Goianira, está entre os presos. Uma equipe de reportagem da TV Anhanguera acompanhou com exclusividade a ação na cidade, que foi deflagrada na madrugada e contou com o apoio da Polícia Militar.

No pelotão da PM, os investigadores prenderam um cabo que estava trabalhando e um sargento que chegava para trabalhar. Os investigadores abriram os armários pessoais dos militares envolvidos. Em frente ao pelotão, os peritos vasculharam minuciosamente o interior de alguns carros, inclusive o porta-malas e a parte mecânica dos veículos. Os policiais ainda apreenderam 14 armas e objetos pessoas dos militares.

O comandante da Polícia Militar de Goiás, coronel Silvio Benedito, afirmou estar decepcionado com a participação de militares em crimes. “Esperamos o que de policiais militares? Que sejam honestos, defensores da sociedade e não marginais”, declarou.

Além dos PMs, outros cinco agentes públicos foram detidos na Operação Resgate.

A Polícia Civil também investiga uma suposta omissão do delegado de Goianira na apuração desses delitos cometidos por militares. “Inúmeros crimes foram cometidos e nós não vimos o resultado efetivo para a admissão desses crimes e para interromper a sequência de mortes. Então, entendemos que era necessária uma correição na delegacia desse município”, afirma o diretor-geral da Polícia Civil, delegado João Carlos Gorski.


Operação Dilúvio

A Operação Dilúvio foi deflagrada em 33 cidades goianas com o apoio de 500 policiais civis. Ao todo, foram cumpridos 160 mandados de busca e apreensão e 78 de prisão. Os investigadores informaram que os produtos falsificados apreendidos lotaram um caminhão.

"São prisões temporárias de até 30 dias para que as investigações possam ser aceleradas e facilitadas a partir dos interrogatórios e da análise dos materiais apreendidos", declarou o secretário de Segurança Pública, Joaquim Mesquita. O secretário afirmou ainda que todos os fatos apurados no inquérito policial serão posteriormente apresentados ao Poder Judiciário e à Corregedoria-Geral.

Um dos destaques dessa ação, para o delegado João Carlos Gorski, é a libertação de dezenas de dependentes químicos que estavam em condição sub-humana em clínica de reabilitação irregular. Inclusive, conforme a Polícia Civil, eles eram torturados.

Os policiais também prenderam em Goiânia um homem suspeito de ser o maior ladrão de cargas de cigarro de Goiás. Ele possui vários mandatos de prisão, mas nenhum deles tinha sido cumprido.

As Operações Resgate e Dilúvio integram uma ação nacional da Polícia Civil, denominada Operação PC 27. Policiais dos 26 estados e o Distrito Federal deflagraram operações nesta quinta-feira para marcar a comemoração do Dia da Polícia Judiciária.

   
 
   
  Voltar
   
  Mais notícias
   
  Goiás reduz em 73% o índice de infestação do Aedes

Polícia procura menina de 9 anos e trabalha com hipótese de sequestro, em Caiapônia

Acidente na GO-139 deixa um morto e dois feridos, em Caldas Novas

Aprendizado Marista Padre Lancísio fará novo Processo Seletivo para alunos bolsistas

PF indicia Joesley Batista e mais quatro por corrupção

Preço do diesel não sofreu queda prometida por governo em nenhum estado

Em Goiás, preço do etanol sobe 10,66% em 30 dias

Revitalização da GO-020, entre Bela Vista e Cristianópolis, deve ser entregue neste mês

Homem que matou outro por música se apresenta à polícia de Pires do Rio

Homem é preso por agredir mãe de 62 anos de idade em Vianópolis

Ver todas as notícias


 

Ouça

 

Assista

 
  Participe
Seu nome:
 

Seu comentário:

 
 
 
  Peça sua música
Seu nome:
 
Cidade/Estado:
 
Sua música:
 
Manda para:
 
 
 
  Redes Sociais
 

 
 
   
 
  © Copyright 2012-2018 - Rádio Rio Vermelho - Todos os direitos reservados

A Rádio | Notícias | Programação | Comercial | Equipe | Contato
Desenvolvido por DMM Web