Bem-vindo, (entrar) | www.radioriovermelho.com.br
 
   
 
       
 
 
 
 
Início > Últimas notícias > 27/10/2020 09:16
   
 

  Goiás terá Grupo Especial de Investigação em Estupros, diz governo

Guilherme Rodrigues
www.g1.com Foto: Reprodução TV Anhanguera


O governador Ronaldo Caiado (DEM) anunciou a criação do Grupo Especial de Investigação em Estupros, em Goiás. De acordo com o Anuário Brasileiro de Segurança Pública, Goiás está entre os dez estados com maior índice de estupro e registra uma média de sete crimes por dia. A delegada Karla Fernandes, que coordenou as investigações do caso João de Deus, foi nomeada para estar à frente do grupo.

O anúncio foi feito na manhã da última sexta-feira (23), durante inauguração da Sala Lilás na 1ª Coordenação Regional de Polícia Técnico-Científica e entrega de 250 pistolas, em Aparecida de Goiânia. Na ocasião, Caiado disse que “não vai admitir qualquer nível de agressão contra mulher”.

Até o início da manhã desta terça-feira (27) não havia informações do local em que a delegacia funciona e como as vítimas podem buscar atendimento. No entanto, no anúncio feito pelo Caiado, diz que o grupo está funcionando desde a última quarta-feira (21) e que foi criado mediante portaria assinada pelo delegado-geral da Polícia Civil, Odair José Soares.

Ainda conforme estudo do Anuário, em 2019 foram registrados 2.741 casos, o que representa uma média de 7,5 estupros por dia. Cultura machista e impossibilidade de se traçar um perfil do agressor estão entre os fatores citados como dificuldade no combate a esse tipo de crime.

Sala lilás

No mesmo dia, o governo inaugurou ainda a Sala Lilás, um espaço com 40 metros quadrados que visa garantir o atendimento de forma qualitativa a todas as mulheres e crianças vítimas de violência e evitar a revitimização. A sala está instalada no prédio do Instituto Médico Legal (IML) de Aparecida de Goiânia.

Os trabalhos na sala são feitos 24h por dia, desde a última a sexta-feira (23). O atendimento está a cargo de uma equipe de médicos especializadas, em um ambiente com recepção separada da geral do Instituto Médico Legal (IML) para mais privacidade.

Conforme governo, deve atuar 17 profissionais, sendo uma equipe de cinco por dia: um da Polícia Científica e quatro da Secretaria de Saúde (SES). Além da sala de atendimento médico, com toda a estrutura para realização dos exames, há um espaço para crianças na recepção, com uma pequena brinquedoteca. O atendimento será de forma multidisciplinar com enfermeiras, psicólogas e assistentes sociais.


   
 
   
  Voltar
   
  Mais notícias
   
  Auxílio emergencial não será prorrogado, diz Guedes

Idosos são autorizados a frequentar igrejas e templos em Goiânia

Morre Francisco Camargo, pai dos sertanejos Zezé e Luciano

Depois de alguns dias sem registro, Vianópolis tem dois casos de Covid-19

Silvânia registra dois novos casos de Covid-19 nesta segunda-feira

Lar dos Idosos de Silvânia receberá mais de R$ 95 mil do auxílio emergencial do Governo Federal

Acusado de matar adolescente já está no presídio de Silvânia

Acusado de matar adolescente de 15 anos em Silvânia se apresenta à polícia

Receita abre consulta a lote residual de restituição do Imposto de Renda

Papai Noel dos Correios já começou em Goiás. Campanha este ano é digital

Ver todas as notícias


 

Ouça

 

Assista

 
  Participe
Seu nome:
 

Seu comentário:

 
 
 
  Peça sua música
Seu nome:
 
Cidade/Estado:
 
Sua música:
 
Manda para:
 
 
 
  Redes Sociais
 

 
 
   
 
  © Copyright 2012-2019 - Rádio Rio Vermelho - Todos os direitos reservados

A Rádio | Notícias | Programação | Comercial | Equipe | Contato