Bem-vindo, (entrar) | www.radioriovermelho.com.br
 
   
 
       
 
 
 
 
Início > Últimas notícias > 08/10/2019 11:16
   
 

  Denunciadas pelo MP-GO, presidente da Câmara de Gameleira de Goiás e vereadora são afastadas do cargo

Cristiani Honório / Assessoria de Comunicação Social do MP-GO
www.mpgo.mp.br Foto: Lucas Figueiredo

A presidente da Câmara de Gameleira de Goiás, Márcia Souza Santos, e a vereadora Mireille Dark Santana foram afastadas de suas funções, estão proibidas de frequentarem as dependências do Legislativo municipal e não poderão manter contato com demais vereadores e outras testemunhas arroladas na denúncia oferecida pelo Ministério Público de Goiás (MP-GO) contra elas, pelo crime de peculato. A decisão é da juíza Nathália da Costa e, caso as medidas cautelares sejam desobedecidas, as denunciadas poderão ter sua prisão preventiva decretada.

As vereadoras foram denunciadas pela promotora de Justiça Mayza Morgana Chaves Torres, na semana passada, por terem se apropriado de dinheiro público, em 2009, quando elas emitiram três cheques em pagamento de parcelas de contrato de prestação de serviço jurídico.

Nessa época, Mireille era a presidente da Casa, enquanto Márcia ainda não pertencia aos quadros do Legislativo. Conforme sustentado pelo MP-GO, Mireille contratou uma advogada para prestar serviços de assessoria à Câmara. Pouco tempo depois, essa servidora pediu o benefício da licença maternidade no INSS, o que lhe foi concedido em outubro de 2009. Ainda assim, a chefe do legislativo emitiu os cheques como pagamento da funcionária, no valor de R$ 2.311,39. Além de assinar os títulos, ela os endossou e os repassou à Márcia, que fez o depósito dos valores em sua conta. Após cada depósito, Márcia sacava os valores, apropriando-se ela e Mirielle do dinheiro público.

   
 
   
  Voltar
   
  Mais notícias
   
  Congresso se articula contra o fim do DPVAT

Desmatamento na Amazônia cresce 29,5% em um ano, apontam dados do Inpe

Mais de 823 mil aderem ao saque-aniversário do FGTS em 2020

Senado estuda Projeto de Lei favorável à prisão após segunda instância

Óleo já atingiu pelo menos 675 áreas de 116 cidades, informa Ibama

Organização social abre inscrições de processo seletivo com 586 vagas para 3 hospitais públicos de Goiás

Projeto que rescinde contrato com a Enel Goiás é apresentado na Assembleia Legislativa

TCE aponta mais de 1,7 mil irregularidades na folha de pagamento de cinco órgãos do governo de Goiás

Operação do Ministério Público de Goiás desmantela esquema de emissão fraudulenta de certificados pelo Corpo de Bombeiros

Carro da Prefeitura de Silvânia é apreendido por irregularidades no transporte de material hospitalar

Ver todas as notícias


 

Ouça

 

Assista

 
  Participe
Seu nome:
 

Seu comentário:

 
 
 
  Peça sua música
Seu nome:
 
Cidade/Estado:
 
Sua música:
 
Manda para:
 
 
 
  Redes Sociais
 

 
 
   
 
  © Copyright 2012-2019 - Rádio Rio Vermelho - Todos os direitos reservados

A Rádio | Notícias | Programação | Comercial | Equipe | Contato