Bem-vindo, (entrar) | www.radioriovermelho.com.br
 
   
 
       
 
 
 
 
Início > Últimas notícias > 07/10/2019 08:18
   
 

  João de Deus deixa o hospital e volta ao presídio, em Aparecida de Goiânia

Vítor Santana
www.g1.com Foto: Reprodução TV Anhanguera

João de Deus deixou o Hospital Municipal de Aparecida de Goiânia no sábado (5) e voltou ao presídio. Ele foi internado após sentir dores no peito. O preso é acusado de abusos sexuais durante atendimentos espirituais, mas sempre negou os crimes.

A nota enviada pela assessoria de imprensa da prefeitura da cidade diz que “ele seguirá com tratamento ambulatorial adequado, conforme indicação médica”. Já a Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP) informou que "sempre que necessário, ele receberá assistência à saúde na unidade".

João de Deus estava internado desde o dia 27 de setembro. Na sexta-feira (4), ele foi levado a uma clínica para fazer exames cardíacos. O preso chegou em uma maca coberto por um lençol e escoltado por agentes.

Preso desde dezembro do ano passado no Complexo Prisional, João de Deus responde pelos crimes de abusos sexuais, falsidade ideológica, posse ilegal de arma de fogo e corrupção de testemunhas.

Prisão

João de Deus está preso desde 16 dezembro de 2018. Em março, João de Deus foi levado para um hospital de Goiânia. Ele ficou mais de dois meses internado para tratar um aneurisma no abdômen. Por determinação da Justiça, voltou ao presídio em 6 de junho.

No fim de agosto, João de Deus deixou duas vezes o presídio para realização de exames médicos. Em nenhuma delas, foi necessário que ele ficasse internado.

Desde a prisão, a defesa dele tenta que o cliente seja transferido para a prisão domiciliar. Porém, nenhum pedido foi aceito pelo Judiciário.

   
 
   
  Voltar
   
  Mais notícias
   
  Congresso se articula contra o fim do DPVAT

Desmatamento na Amazônia cresce 29,5% em um ano, apontam dados do Inpe

Mais de 823 mil aderem ao saque-aniversário do FGTS em 2020

Senado estuda Projeto de Lei favorável à prisão após segunda instância

Óleo já atingiu pelo menos 675 áreas de 116 cidades, informa Ibama

Organização social abre inscrições de processo seletivo com 586 vagas para 3 hospitais públicos de Goiás

Projeto que rescinde contrato com a Enel Goiás é apresentado na Assembleia Legislativa

TCE aponta mais de 1,7 mil irregularidades na folha de pagamento de cinco órgãos do governo de Goiás

Operação do Ministério Público de Goiás desmantela esquema de emissão fraudulenta de certificados pelo Corpo de Bombeiros

Carro da Prefeitura de Silvânia é apreendido por irregularidades no transporte de material hospitalar

Ver todas as notícias


 

Ouça

 

Assista

 
  Participe
Seu nome:
 

Seu comentário:

 
 
 
  Peça sua música
Seu nome:
 
Cidade/Estado:
 
Sua música:
 
Manda para:
 
 
 
  Redes Sociais
 

 
 
   
 
  © Copyright 2012-2019 - Rádio Rio Vermelho - Todos os direitos reservados

A Rádio | Notícias | Programação | Comercial | Equipe | Contato