Bem-vindo, (entrar) | www.radioriovermelho.com.br
 
   
 
       
 
 
 
 
Início > Últimas notícias > 04/10/2019 09:53
   
 

  Criança morre afogada em condomínio de luxo em Goiânia

Nielton Soares
www.ohoje.com Foto: Jornal O Hoje

Um menino de 2 anos morreu afogado, nesta quinta-feira (3), em uma piscina do condomínio Aldeia do Vale, localizado na Avenida Floresta, próximo à BR-153, em Goiânia, na saída para Anápolis.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, a vítima ficou por aproximadamente 15 minutos debaixo da água. Ela já estava inconsciente quando foi retirada da piscina por moradores.

Equipes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) também foram até o local e auxiliaram nos primeiros socorros, que aconteceram ainda na portaria do condomínio. Houve tentativas de reanimação, mas a criança não resistiu.

Os bombeiros chegaram a acionar o helicóptero da corporação para tornar o transporte até o hospital mais rápido. O menino seria filho de uma funcionária de uma das residências.

Em nota, o presidente da Associação dos Amigos do Aldeia do Vale (Saalva), Sérgio Cecílio, lamentou "profundamento o acidente ocorrido", confirmando que o fato aconteceu em uma piscina residencial, e que foram tomadas todas as providências necessárias pela equipe de segurança do condomínio, assim que souberam do caso. Além disso, enfatizou que esse episódio não se trata de terceiro caso de afogamento" no Aldeia do Vale. 

Nota na íntegra 

A Associação dos Amigos do Aldeia do Vale (Saalva) lamenta profundamente o acidente ocorrido na tarde desta quinta-feira, 3 de outubro, com uma criança de dois anos e meio, filha de uma funcionária de uma das casas do residencial. O acidente ocorreu na piscina da residência, portanto, em unidade privativa, e não em área comum do condomínio. 

Tão logo registrado o ocorrido, a equipe de segurança da Saalva acionou os serviços de socorro (Samu, Bombeiros e apoio do Graer da PM), mas já no local prestou os primeiros socorros à criança, com auxílio, inclusive, de uma médica que reside no condomínio. A mãe também recebeu amparo. Todas as informações pertinentes ao caso estão sendo repassadas às autoridades.

Não procede a informação, divulgada inicialmente por alguns veículos de imprensa, de que este seria o terceiro caso de afogamento. Não há nenhum registro anterior de qualquer acidente de afogamento no residencial. Mais uma vez, manifestamos nosso consternamento à família enlutada.

   
 
   
  Voltar
   
  Mais notícias
   
  Congresso se articula contra o fim do DPVAT

Desmatamento na Amazônia cresce 29,5% em um ano, apontam dados do Inpe

Mais de 823 mil aderem ao saque-aniversário do FGTS em 2020

Senado estuda Projeto de Lei favorável à prisão após segunda instância

Óleo já atingiu pelo menos 675 áreas de 116 cidades, informa Ibama

Organização social abre inscrições de processo seletivo com 586 vagas para 3 hospitais públicos de Goiás

Projeto que rescinde contrato com a Enel Goiás é apresentado na Assembleia Legislativa

TCE aponta mais de 1,7 mil irregularidades na folha de pagamento de cinco órgãos do governo de Goiás

Operação do Ministério Público de Goiás desmantela esquema de emissão fraudulenta de certificados pelo Corpo de Bombeiros

Carro da Prefeitura de Silvânia é apreendido por irregularidades no transporte de material hospitalar

Ver todas as notícias


 

Ouça

 

Assista

 
  Participe
Seu nome:
 

Seu comentário:

 
 
 
  Peça sua música
Seu nome:
 
Cidade/Estado:
 
Sua música:
 
Manda para:
 
 
 
  Redes Sociais
 

 
 
   
 
  © Copyright 2012-2019 - Rádio Rio Vermelho - Todos os direitos reservados

A Rádio | Notícias | Programação | Comercial | Equipe | Contato