Bem-vindo, (entrar) | www.radioriovermelho.com.br
 
   
 
       
 
 
 
 
Início > Últimas notícias > 11/09/2019 08:49
   
 

  Técnica em enfermagem é indiciada por troca de bebês em hospital de Trindade

Rodrigo Gonçalves
www.g1.com Foto: Divulgação


Uma técnica em enfermagem foi indiciada, nesta terça-feira (10), como sendo a responsável pela troca dos bebês no Hospital de Urgências de Trindade (Hutrin), na Região Metropolitana de Goiânia, segundo informou a delegada Renata Vieira. Os bebês foram devolvidos aos pais biológicos há pouco mais de um mês, após exames de DNA.

“A indiciada é a técnica de enfermagem responsável pelo berçário. Depois de ouvirmos mais de dez pessoas, analisarmos todos os prontuários e visitarmos o Hutrin, concluímos que o erro aconteceu na hora de vestir os bebês, e ela que é a responsável por isso”, afirmou a delegada.

A reportagem não teve acesso ao nome da profissional indiciada para tentar contato com ela ou com a defesa. Segundo a delegada, ao ser ouvida, a funcionária negou que tenha errado no procedimento adotado no Hutrin para vestir os bebês.

“Nós acompanhamos o trabalho dela no Hutrin. Ela fez como normalmente faz. Coloca a roupa do bebê no balcão, enquanto é dado o banho”, afirmou Renata.

À TV Anhanguera, a nova Organização Social (OS) que administra o Hutrin informou que assumiu a gestão no dia 25 de agosto e está trabalhando para melhorar a assistência prestado na unidade hospitalar, não comentado sobre o caso específico. O G1 não conseguiu localizar os administradores anteriores.

Desde o início das investigações, no fim de julho, a Polícia Civil afirmou que os bebês trocados tinham sido vestidos com as roupas um do outro após o banho dado pela funcionária da maternidade. De acordo com a delegada, a troca aconteceu mesmo com os bebês de Pauliana Maciel Aguiar de Sousa e Aline de Fátima Bueno Alves identificados corretamente pelas pulseiras.

Ao ser levado para a enfermaria, o bebê colocado ao lado de Aline vestia a roupa escolhida por ela, no entanto, se tratava do filho da Pauliana. O mesmo erro ocorreu com o recém-nascido da outra mãe.

“O bebê da Pauliana estava com a roupa do bebê da Aline [e vice-versa], mas a identificação do bebê na pulseira estava certa, só que do lado da mãe errada”, disse a delegada.

Segundo a mãe de Aline contou à polícia em depoimento, a roupa que o bebê da filha deveria estar era muito específica, já que foi vestida também por um outro neto da mulher logo após o nascimento.

A delegada disse que a técnica de enfermagem foi indiciada no Art. 229 do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), que prevê penalidade para quem não identificar corretamente o bebê e a mãe após o parto.

“Concluímos que foi na modalidade culposa a troca [quando não há intenção]. Agora, vamos enviar nesta quarta o inquérito do caso à Justiça”, disse Renata.

Pulseiras trocadas

As investigações apontam ainda que as pulseiras se soltaram e uma delas caiu no chão. Segundo a delegada, foi acompanhante de uma outra mulher que estava na enfermaria que achou a pulseira no chão.

A avó de um dos bebês informou à polícia em depoimento que chamou uma funcionária da maternidade para avisar que achou estranho as pulseiras estarem trocadas.

“Eu tive acesso a pulseira que era para estar no bebê da Pauliana e caiu. Ela estava ainda lacrada e mostra que estava grande e por isso se soltou do pé do menino”, disse a delegada.

Para a delegada, o erro não aconteceu no centro no cirúrgico mesmo uma das mães afirmando que chegou a ser levada para o parto como se fosse a outra e depois teve que esperar.


   
 
   
  Voltar
   
  Mais notícias
   
  Vale é condenada a pagar R$ 11 milhões por quatro mortes em Brumadinho

Mais de 69 mil acidentes com mortes e feridos foram registrados nas rodovias federais em 2018

Ministério da Saúde registra 570 novos casos de sarampo no Brasil

Silvânia tem 170 casos confirmados de dengue em 2019

Técnica em enfermagem é presa suspeita de falsificar e vender atestados médicos para presos em Inhumas

Goiás tem confirmados quatro casos de sarampo

Preso suspeito de pelo menos 47 estupros em Goiás

Ministério Público de Vianópolis promove Mostra Cultural Bem Educar

Prefeitura de Silvânia promove evento para apresentar cardápio do 1º Festival Gastronômico da Estrada de Ferro

Juíza de Silvânia suspende recebimento de projetos de entidades interessadas em recursos da Conta de Execuções Penais

Ver todas as notícias


 

Ouça

 

Assista

 
  Participe
Seu nome:
 

Seu comentário:

 
 
 
  Peça sua música
Seu nome:
 
Cidade/Estado:
 
Sua música:
 
Manda para:
 
 
 
  Redes Sociais
 

 
 
   
 
  © Copyright 2012-2019 - Rádio Rio Vermelho - Todos os direitos reservados

A Rádio | Notícias | Programação | Comercial | Equipe | Contato