Bem-vindo, (entrar) | www.radioriovermelho.com.br
 
   
 
       
 
 
 
 
Início > Últimas notícias > 09/09/2019 08:52
   
 

  Estado é condenado a indenizar mãe de garota que morreu em acidente por falta de sinalização na GO-164

Sílvio Túlio, G1 GO
www.g1.com Foto: Divulgação


A Justiça condenou a Agência Goiana de Infraestrutura e Transportes (Goinfra) a pagar uma indenização de R$ 50 mil para uma mulher que perdeu a filha em um acidente, há 17 anos, na GO-164, em Nova Crixás. Segundo a sentença, a batida aconteceu por falta de sinalização na rodovia, que deveria ter sido feita pela empresa. Ainda cabe recurso.

Além da indenização, foi determinado que a empresa pague valor retroativo de 2/3 de um salário mínimo mensal entre 2002 e 2008 - quando a vítima completaria 25 anos - e 1/3 do salário mínimo até quando ela completaria 74 anos.

A Goinfra é a empresa do governo responsável pela manutenção das rodovias estaduais. 

O acidente aconteceu no dia 25 de janeiro de 2002. A vítima, que tinha 14 na época, estava em um VW Gol que bateu de frente contra um ônibus e morreu na hora, no trevo com a GO-236. A mãe dela afirmou no processo que a morte aconteceu por não haver sinalização adequada no local.

Embora a empresa alegasse, nos autos, que não foi omissa e, portanto, não causou o acidente, o juiz Giuliano Morais Alberici entendeu o contrário.

Ele se baseou em um decreto que responsabiliza a Goinfra pela sinalização das rodovias e em um laudo pericial, o qual constatou que o trecho em questão, de fato, não possuía sinalização adequada.

"Portanto, no caso em exame, evidencia-se que a causa determinante do acidente foi a ausência de sinalização eficiente e adequada da rodovia, alertando os motoristas da existência de trevo no local", afirma o juiz na decisão.


   
 
   
  Voltar
   
  Mais notícias
   
  Congresso se articula contra o fim do DPVAT

Desmatamento na Amazônia cresce 29,5% em um ano, apontam dados do Inpe

Mais de 823 mil aderem ao saque-aniversário do FGTS em 2020

Senado estuda Projeto de Lei favorável à prisão após segunda instância

Óleo já atingiu pelo menos 675 áreas de 116 cidades, informa Ibama

Organização social abre inscrições de processo seletivo com 586 vagas para 3 hospitais públicos de Goiás

Projeto que rescinde contrato com a Enel Goiás é apresentado na Assembleia Legislativa

TCE aponta mais de 1,7 mil irregularidades na folha de pagamento de cinco órgãos do governo de Goiás

Operação do Ministério Público de Goiás desmantela esquema de emissão fraudulenta de certificados pelo Corpo de Bombeiros

Carro da Prefeitura de Silvânia é apreendido por irregularidades no transporte de material hospitalar

Ver todas as notícias


 

Ouça

 

Assista

 
  Participe
Seu nome:
 

Seu comentário:

 
 
 
  Peça sua música
Seu nome:
 
Cidade/Estado:
 
Sua música:
 
Manda para:
 
 
 
  Redes Sociais
 

 
 
   
 
  © Copyright 2012-2019 - Rádio Rio Vermelho - Todos os direitos reservados

A Rádio | Notícias | Programação | Comercial | Equipe | Contato