Bem-vindo, (entrar) | www.radioriovermelho.com.br
 
   
 
       
 
 
 
 
Início > Últimas notícias > 09/09/2019 08:52
   
 

  Estado é condenado a indenizar mãe de garota que morreu em acidente por falta de sinalização na GO-164

Sílvio Túlio, G1 GO
www.g1.com Foto: Divulgação


A Justiça condenou a Agência Goiana de Infraestrutura e Transportes (Goinfra) a pagar uma indenização de R$ 50 mil para uma mulher que perdeu a filha em um acidente, há 17 anos, na GO-164, em Nova Crixás. Segundo a sentença, a batida aconteceu por falta de sinalização na rodovia, que deveria ter sido feita pela empresa. Ainda cabe recurso.

Além da indenização, foi determinado que a empresa pague valor retroativo de 2/3 de um salário mínimo mensal entre 2002 e 2008 - quando a vítima completaria 25 anos - e 1/3 do salário mínimo até quando ela completaria 74 anos.

A Goinfra é a empresa do governo responsável pela manutenção das rodovias estaduais. 

O acidente aconteceu no dia 25 de janeiro de 2002. A vítima, que tinha 14 na época, estava em um VW Gol que bateu de frente contra um ônibus e morreu na hora, no trevo com a GO-236. A mãe dela afirmou no processo que a morte aconteceu por não haver sinalização adequada no local.

Embora a empresa alegasse, nos autos, que não foi omissa e, portanto, não causou o acidente, o juiz Giuliano Morais Alberici entendeu o contrário.

Ele se baseou em um decreto que responsabiliza a Goinfra pela sinalização das rodovias e em um laudo pericial, o qual constatou que o trecho em questão, de fato, não possuía sinalização adequada.

"Portanto, no caso em exame, evidencia-se que a causa determinante do acidente foi a ausência de sinalização eficiente e adequada da rodovia, alertando os motoristas da existência de trevo no local", afirma o juiz na decisão.


   
 
   
  Voltar
   
  Mais notícias
   
  Presidente do TSE considera prematuro debate sobre adiamento de eleições por coronavírus

De helicóptero, arcebispo de Goiânia sobrevoa a capital para abençoar contra o coronavírus

Goiás tem 60 casos confirmados de coronavírus

Sete dos oito casos suspeitos do novo coronavírus em Vianópolis foram descartados

Conselho Regional de Contabilidade quer que prefeitura adote medidas para amenizar crise no comércio de Silvânia

Câmara de Silvânia fará sessão por videoconferência

Reforma do Hospital Municipal de Silvânia está concluída

LACEN atesta negativo para um caso suspeito do novo coronavírus em Silvânia

Governo de Goiás estende prazo de alvarás sanitários

Justiça proíbe manifestações e aglomerações até o dia 30 de abril em Goiás

Ver todas as notícias


 

Ouça

 

Assista

 
  Participe
Seu nome:
 

Seu comentário:

 
 
 
  Peça sua música
Seu nome:
 
Cidade/Estado:
 
Sua música:
 
Manda para:
 
 
 
  Redes Sociais
 

 
 
   
 
  © Copyright 2012-2019 - Rádio Rio Vermelho - Todos os direitos reservados

A Rádio | Notícias | Programação | Comercial | Equipe | Contato