Bem-vindo, (entrar) | www.radioriovermelho.com.br
 
   
 
       
 
 
 
 
Início > Últimas notícias > 15/03/2019 09:48
   
 

  Madrasta diz que Bernardo teve morte acidental, mas admite ideia de enterrá-lo e inocenta o pai

Agência Estado
Da Redação Foto: Márcio Daudt/TJ-RS

Graciele Ugulini, madrasta do menino Bernardo, começou o depoimento no quarto dia de julgamento, que ocorre desde a última segunda-feira (11/3), no Fórum da cidade de Passos, ao norte do Rio Grande do Sul. Ela afirmou que a maioria dos fatos ocorridos durante o assassinato de Bernardo, em abril de 2014, é verdadeiro. "O Leandro não tem nada a ver, só quero o perdão dele. O Leandro não tem nada a ver com isso, é tudo culpa minha.", afirmou a enfermeira, acusada de homicídio triplamente qualificado. 

A ré chorou durante o depoimento que teve início às 9h35 desta quinta-feira (14/3), e se estendeu até o fim da manhã. Esta foi a primeira vez que Graciele prestou esclarecimentos publicamente sobre o crime. O único depoimento que deu foi à polícia, em 30 de abril de 2014. 

Ao depor nesta quinta-feira, a madrasta afirmou que levou Bernardo com ela na viagem a Frederico Westphalen, distante cerca de 430 quilômetros da capital, e que o menino estava muito agitado. Para acalmá-lo, a enfermeira deu cinco doses do medicamento ritalina. "De repente eu olhei, ele estava encostado, babando... levantei a camiseta dele e vi que não tinha movimento respiratório. Chacoalhei, mexi ele e nada", lembrou.

Graciele Ugulini afirmou à juíza que a amiga Odilaine Uglione, também ré no caso, queria levar de imediato o garoto, já desacordado ao hospital para receber atendimento. No entanto, a enfermeira admitiu que preferiu esconder o corpo da criança devido à relação dela com o marido e pai de Bernardo, o médico Leandro Boldrini. "Admito que dissimulei. Tentei de todas formas agir de forma normal para Leandro não desconfiar", revelou a enfermeira. 

   
 
   
  Voltar
   
  Mais notícias
   
  Vale é condenada a pagar R$ 11 milhões por quatro mortes em Brumadinho

Mais de 69 mil acidentes com mortes e feridos foram registrados nas rodovias federais em 2018

Ministério da Saúde registra 570 novos casos de sarampo no Brasil

Silvânia tem 170 casos confirmados de dengue em 2019

Técnica em enfermagem é presa suspeita de falsificar e vender atestados médicos para presos em Inhumas

Goiás tem confirmados quatro casos de sarampo

Preso suspeito de pelo menos 47 estupros em Goiás

Ministério Público de Vianópolis promove Mostra Cultural Bem Educar

Prefeitura de Silvânia promove evento para apresentar cardápio do 1º Festival Gastronômico da Estrada de Ferro

Juíza de Silvânia suspende recebimento de projetos de entidades interessadas em recursos da Conta de Execuções Penais

Ver todas as notícias


 

Ouça

 

Assista

 
  Participe
Seu nome:
 

Seu comentário:

 
 
 
  Peça sua música
Seu nome:
 
Cidade/Estado:
 
Sua música:
 
Manda para:
 
 
 
  Redes Sociais
 

 
 
   
 
  © Copyright 2012-2019 - Rádio Rio Vermelho - Todos os direitos reservados

A Rádio | Notícias | Programação | Comercial | Equipe | Contato