Bem-vindo, (entrar) | www.radioriovermelho.com.br
 
   
 
       
 
 
 
 
Início > Últimas notícias > 12/03/2019 07:46
   
 

  Idoso é preso acusado de duplo homicídio em Bonfinópolis

Diário de Goiás
www.diariodegoias.com.br Foto: Divulgação/Polícia Civil

Desentendimentos que vinham crescendo nos últimos três anos, culminaram no homicídio de duas pessoas em Bonfinópolis. Com 61 anos, o aposentado José Adelson Viana disparou seis tiros em Marcos do Espírito Santo, de 75 anos, enquanto ele varria a calçada de sua porta. Ao ouvir o barulho dos tiros, Andrelina Maria Moreira, foi ver o que acontecia. Ela tinha 45 anos e também foi baleada pelo aposentado, que foi preso no fim da manhã desta segunda-feira, 11 de março. Adrelina não resistiu aos tiros.

Segundo a Polícia Militar, José Adelson estava na porta de casa quando a corporação chegou ao local. Não houve nenhuma resistência à prisão. O delegado responsável pelo caso, Carlos Lavergger, afirmou que o crime aconteceu por volta das 6h20 e o aposentado utilizou uma arma calibre 38.

Em entrevista ao Portal G1 Goiás, Adelson afirmou que não se arrepende de ter atirado em Marcos. Por outro lado, pede "perdão a Deus" por ter assassinado Adrelina. "Da mulher tenho arrependimento. Tenho arrependimento em meu coração. Agora do que aconteceu com o seu Marcos eu não tenho [arrependimento], porque ele procurou demais da conta”, disse. Segundo Adelson, as discussões entre os dois vinham crescendo no decorrer dos últimos três anos. As principais queixas eram de que Marcos havia quebrado as câmeras de segurança e também um muro da casa de Adelson. A esposa da vítima, nega o ocorrido e se limitou em dizer que Adelson "é um mentiroso".

A população quis fazer justiça com as próprias mãos quando o crime foi consumado. O aposentado foi retirado as pressas do local para que isso não ocorresse. À corporação militar, Adelson disse que usa remédios controlados, além de ter perdido os sentidos e não se lembrar que atirou outras seis vezes em Adrelina. Curioso, o fato de Adelson já ter entrado em contato com a Policia outras vezes, alegando estar sendo perseguido. Essas denúncias nunca foram confirmadas o que segundo alguns policias, indica algum tipo de confusão mental ou mania de perseguição, por parte de Adelson.

Ele não possui antecedentes criminais e segundo a Polícia, deverá responder por duplo homicídio com as qualificadoras de motivo torpe e utilização de meio que impossibilitou a defesa das vítimas e a pena pode ir de 12 a 30 anos de prisão.

   
 
   
  Voltar
   
  Mais notícias
   
  Acidentes de trânsito ferem mais de 400 pessoas por dia, no País

Governo autoriza o dobro de nomeações de aprovados no concurso da Polícia Federal

ProUni abre inscrições no dia 11 de junho para bolsas no 2º semestre

Theresa May renuncia ao cargo de primeira-ministra do Reino Unido

PRF apreende carga de cigarro irregular avaliada em R$ 4 milhões, em Jataí

Administração em Ação oferece vários serviços gratuitos para a população neste sábado na UEG de Silvânia

Servidores da Secretaria Estadual de Educação são suspeitos de fraudar obras de escolas em Goiás

Coopersil de Silvânia comemora 20 anos de fundação

Aeronave do GRAER faz policiamento preventivo na 47ª Companhia da Polícia Militar

Previ Cidade de Silvânia encerra atividades

Ver todas as notícias


 

Ouça

 

Assista

 
  Participe
Seu nome:
 

Seu comentário:

 
 
 
  Peça sua música
Seu nome:
 
Cidade/Estado:
 
Sua música:
 
Manda para:
 
 
 
  Redes Sociais
 

 
 
   
 
  © Copyright 2012-2018 - Rádio Rio Vermelho - Todos os direitos reservados

A Rádio | Notícias | Programação | Comercial | Equipe | Contato
Desenvolvido por DMM Web