Bem-vindo, (entrar) | www.radioriovermelho.com.br
 
   
 
       
 
 
 
 
Início > Últimas notícias > 11/01/2019 09:02
   
 

  Caiado quer que comerciantes vendam fiado a servidores que não receberam salário de dezembro

John Willian e Vanessa Martins
www.g1.com Foto: Reprodução TV Anhanguera/Vanessa Martins/ G1


O Governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM) sugeriu que os servidores que ainda não receberam o salário de dezembro de 2018 possam comprar fiado. O pedido foi feito nesta quinta-feira (10) durante entrevista coletiva em Jataí, na região sudoeste de Goiás. Ele quer que sejam desenvolvidas parcerias com as prefeituras para viabilizar essa situação e que os comerciantes de alimentos e medicamentos aceitem que essas compras “só serão pagas após a quitação dos salários atrasados”.

“Que avalizem agora, neste momento, que possam passar a essas famílias, que são professores, que são servidores públicos, alimentação necessária para o seu consumo como também das farmácias para manutenção dos medicamentos necessários. Este é o clamor que eu vou fazer a todos os 246 municípios de Goiás”, pediu.

Ainda conforme informações divulgadas pelo governo, Caiado determinou que fosse cancelada a cobrança do Ipasgo referente a dezembro e garantiu que os servidores não precisarão pagar juros ao quitar cobranças do Detran, Saneago e Enel até o recebimento dos salários de janeiro.

Ainda assim, a professora Maria de Fátima disse à TV Anhanguera que já teve a parcela do Ipasgo, no valor de R$ 450, debitada da conta dela, mesmo sem ter recebido o salário de dezembro.

“Água atrasada, energia. Até supermercado. Como você fica um mês sem receber? Estamos indignados com essa situação. Peço às autoridades que olhem com carinho para nós que estamos sem receber”, afirmou.

Sobre o débito na conta da professora, o Ipasgo informou que os servidores que recebem por um determinado banco não tiveram os descontos suspensos por causa do sistema eletrônico da instituição.

Apesar das dificuldades para quitar a folha de dezembro dos servidors, o Governo conseguiu pagar o salário de funcionários de sete órgãos, o que equivale a R$ 255 milhões, porque estas folhas já estavam empenhadas, de acordo com a Secretaria da Fazenda (Sefaz). No entanto, o órgão ainda não sabe como pagar os demais e "estuda forma de regularizar o pagamento" com o governo federal.

Receberam funcionários dos seguintes órgãos: Tribunal de Justiça, Ministério Público Estadual, Tribunal de Contas do Estado, Tribunal de Contas dos Municípios, Assembleia Legislativa, Defensoria Estadual e Secretaria da Saúde.

A Secretaria da Fazenda informou, em nota, que o pagamento desses servidores só foi possível porque as folhas deles foram empenhadas pelo governo anterior, no Orçamento Estadual de 2018, o que não ocorreu com as demais.

Em nota, o ex-governador, José Eliton (PSDB), alegou que, "a qualquer momento, o empenho da folha pode ser feito sem prejuízos à administração pública".Ele completou que o "novo governo conta com recursos financeiros e instrumentos orçamentários suficientes para pagar a folha de dezembro do funcionalismo público estadual". O político afirmou ainda, no texto, que "não há impedimento legal ou orçamentário" para fazer os pagamentos.



Salário de janeiro

Apesar da indefinição em relação ao pagamento de dezembro, a Sefaz divulgou nesta quinta-feira que até 80% dos servidores do Executivo devem receber o salário de janeiro até o próximo dia 25.

“A preferência foi para o pessoal do Executivo, porque eles foram os mais penalizados pela irresponsabilidade da falta de empenho para pagamento de dezembro”, disse a secretária da Fazenda.

De acordo com Cristiane, até o dia 30, o "Poder Executivo estará completamente quitado". Para os demais funcionários, o pagamento será até o dia 10 de fevereiro.

Dívida bilionária

O governador Ronaldo Caiado (DEM) disse que assumiu o estado com R$ 11 milhões em caixa e uma dívida de R$ 3,4 bilhões. Assim, ele afirma que não tem recursos próprios para pagar os servidores pelo trabalhado em dezembro.

Em busca de regularizar a situação financeira do estado, a secretária da Fazenda esteve em reunião no Tesouro Nacional em Brasília, na terça-feira (8), e conseguiu antecipar a visita de uma equipe do órgão ao estado do dia 21 para o dia 14 de janeiro.

Cristiane voltou a Brasília na quarta-feira em busca de alternativas para resolver a situação financeira de Goiás. "Vamos conversar com Paulo Guedes para ver o que pode ser feito. O objetivo da minha ida lá é ver se tenho alternativas com ele. Se não conseguirmos entrar no plano do governo de recuperação fiscal, que é nosso plano A e que nos daria amortização de juros por até três anos, temos que avaliar com ele outras saídas", explicou.

Ajustes de contas

Schmidt, disse ainda que a Sefaz irá investigar as licitações feitas pela gestão anterior para saber se há algum sobrepreço e se há algum pagamento que possa ser cortado.

“Vamos buscar saber se não estamos pagando além do que deveria para alguns contratos. Vamos avaliar: será que não tem outras fontes de renda? Um imóvel que possamos alugar ou vender, vamos avaliar as alternativas”, completou.

   
 
   
  Voltar
   
  Mais notícias
   
  Ministério do Meio Ambiente suspende convênios e parcerias com ONGs por três meses

Inep divulga notas do Enem na sexta-feira

Três são presos em Pires do Rio acusados de tráfico de drogas

Mais de 62 milhões de brasileiros terminaram 2018 com CPF negativado, aponta CNDL/SPC Brasil

Brasil é o segundo país no mundo com maior número de casos de hanseníase

Bolsonaro assina decreto e facilita posse de armas no Brasil

Motorista de aplicativo é preso suspeito de estuprar passageira e anotar perfil de rede social no corpo da vítima, em Goiânia

Prefeitura de Vianópolis mantém início das aulas na rede municipal de ensino para o dia 21 de janeiro

Início das aulas na rede municipal de ensino de Gameleira de Goiás é adiado para o dia 30 de janeiro

Justiça de Goiás nega habeas corpus e mantém João de Deus preso

Ver todas as notícias


 

Ouça

 

Assista

 
  Participe
Seu nome:
 

Seu comentário:

 
 
 
  Peça sua música
Seu nome:
 
Cidade/Estado:
 
Sua música:
 
Manda para:
 
 
 
  Redes Sociais
 

 
 
   
 
  © Copyright 2012-2018 - Rádio Rio Vermelho - Todos os direitos reservados

A Rádio | Notícias | Programação | Comercial | Equipe | Contato
Desenvolvido por DMM Web