Bem-vindo, (entrar) | www.radioriovermelho.com.br
 
   
 
       
 
 
 
 
Início > Últimas notícias > 05/12/2018 08:49
   
 

  Acordo firmado entre Caiado e empresários prevê alterações no PL que revisa incentivos fiscais

Artur Dias
www.emaisgoias.com.br Foto: Divulgação/Assessoria

Na noite desta terça-feira (04), o governador eleito, Ronaldo Caiado(DEM), anunciou um acordo realizado com a Associação Pró-Desenvolvimento Industrial do Estado de Goiás (Adial). O acerto, segundo Caiado, injetará cerca de R$ 1 bilhão aos cofres públicos e foi apresentado em coletiva de imprensa na Assembleia Legislativa de Goiás (Alego).

A medida consiste em diminuir os benefícios dos programas Produzir e Fomentar em um prazo de 12 meses. Ambos os programas estão relacionados à isenções do Imposto sobre as Operações Relativas à Circulação de Mercadorias e de Serviços (ICMS).

Perguntado sobre a possibilidade das medidas afastarem novas indústrias e investimentos em Goiás, o governador eleito afirmou que o acordo prevê um investimento privado de cerca de R$ 5 bilhões no estado.

Nas negociações também ficou acertada uma alteração no projeto de lei nº 5070/18, que trata da restituição e revisão das renúncias fiscais. A ideia é incluir no PL um dispositivo que permita igualar qualquer incentivo de outro estado maior do que o daqui.

Otávio Lage Filho, presidente da Adial, afirmou que os investimentos irão continuar. “Com esse acordo, a maioria das empresas deve fazer ainda mais investimentos, crescer e desenvolver.  O mais importante: não estamos quebrando contratos. Estamos ajustando.  Estamos em consenso”.

De acordo com levantamento feito pelo Sindicato de Funcionários do Fisco do Estado de Goiás (Sindifisco), Goiás é o estado com a maior renúncia fiscal do Brasil.

Agora é na Alego

A efetivação do acordo passa por realizar modificações no PL 5.070/18. Ele foi aprovado na Comissão Mista na tarde desta terça (04) e agora vai ao plenário. A partir daí ele passa pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). Se aprovado, ele volta para a segunda votação no plenário da Casa. Em seguida, segue para a sanção ou veto do governador José Eliton (PSDB).

O relator do PL, deputado Lívio Luciano, acredita que toda a tramitação será finalizada na próxima quinta (06). Ele afirmou que as emendas necessárias serão realizadas durante a primeira votação no plenário. “Na primeira votação podemos alterar o projeto. Proponho então uma emenda que contempla o que ficou definido”, concluiu.

   
 
   
  Voltar
   
  Mais notícias
   
  Bolsonaro e Mourão são diplomados em solenidade no TSE

Em 7 horas, 40 mulheres denunciam ao MP-GO terem sido vítimas de abusos do médium João de Deus

Eleição do novo presidente da Câmara Municipal de Silvânia será nesta terça-feira

Após articulação do MP, Secima suspende emissão de novas licenças ambientais em Orizona e mais 69 municípios goianos

Jovem é preso acusado de tráfico de drogas em Silvânia

Receita libera consulta à restituição do Imposto de Renda na 2ªfeira

Temer anuncia intervenção federal em Roraima até o fim do ano

Deputado estadual Daniel Messac é preso em Goiânia por intimidação a testemunha

Corpo de Bombeiros forma 4ª Turma de Bombeiros Mirins em Silvânia

Governo de Goiás define normas para produção e venda de alimentos artesanais

Ver todas as notícias


 

Ouça

 

Assista

 
  Participe
Seu nome:
 

Seu comentário:

 
 
 
  Peça sua música
Seu nome:
 
Cidade/Estado:
 
Sua música:
 
Manda para:
 
 
 
  Redes Sociais
 

 
 
   
 
  © Copyright 2012-2018 - Rádio Rio Vermelho - Todos os direitos reservados

A Rádio | Notícias | Programação | Comercial | Equipe | Contato
Desenvolvido por DMM Web