Bem-vindo, (entrar) | www.radioriovermelho.com.br
 
   
 
       
 
 
 
 
Início > Últimas notícias > 22/10/2018 09:34
   
 

  PF abre inquérito para investigar envio de mensagens no WhatsApp durante eleição

Paulo Henrique Gomes - Agência do Rádio
Da Redação Foto: Reprodução Folha/UOL

A Polícia Federal instaurou no sábado (20) um inquérito para apurar a disseminação de mensagens em massa relativas à disputa presidencial por parte de empresas.

A informação foi confirmada pelo ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, que determinou a instauração da investigação, nos termos do pedido feito pela procuradora-geral da República, Raquel Dodge.

A procuradora solicitou a investigação para apurar se empresas têm espalhado, de forma estruturada, mensagens em massa em redes sociais relativas aos candidatos a presidente Jair Bolsonaro, do PSL, e Fernando Haddad, do PT.

No Tribunal Superior Eleitoral, o ministro Jorge Mussi, corregedor-geral eleitoral, foi o nome escolhido para apurar o caso. O caso começou a partir de uma reportagem publicada na quinta-feira pela Folha de S. Paulo. De acordo com o jornal, um grupo de empresas teria financiado, de forma ilegal, uma campanha para espalhar mensagens falsas pelo WhatsApp contra o PT.

A coligação de Fernando Haddad, candidato à Presidência da República pelo PT, pede que Bolsonaro seja considerado inelegível por oito anos, por abuso de poder econômico e uso indevido dos meios de comunicação.

Para o PT, o candidato do PSL tem envolvimento no caso. No entanto, o militar já se pronunciou sobre o assunto e diz que não tem controle sobre ações de seus apoiadores. A chapa de Bolsonaro também prometeu processar o PT.

   
 
   
  Voltar
   
  Mais notícias
   
  Ministério do Meio Ambiente suspende convênios e parcerias com ONGs por três meses

Inep divulga notas do Enem na sexta-feira

Três são presos em Pires do Rio acusados de tráfico de drogas

Mais de 62 milhões de brasileiros terminaram 2018 com CPF negativado, aponta CNDL/SPC Brasil

Brasil é o segundo país no mundo com maior número de casos de hanseníase

Bolsonaro assina decreto e facilita posse de armas no Brasil

Motorista de aplicativo é preso suspeito de estuprar passageira e anotar perfil de rede social no corpo da vítima, em Goiânia

Prefeitura de Vianópolis mantém início das aulas na rede municipal de ensino para o dia 21 de janeiro

Início das aulas na rede municipal de ensino de Gameleira de Goiás é adiado para o dia 30 de janeiro

Justiça de Goiás nega habeas corpus e mantém João de Deus preso

Ver todas as notícias


 

Ouça

 

Assista

 
  Participe
Seu nome:
 

Seu comentário:

 
 
 
  Peça sua música
Seu nome:
 
Cidade/Estado:
 
Sua música:
 
Manda para:
 
 
 
  Redes Sociais
 

 
 
   
 
  © Copyright 2012-2018 - Rádio Rio Vermelho - Todos os direitos reservados

A Rádio | Notícias | Programação | Comercial | Equipe | Contato
Desenvolvido por DMM Web