Bem-vindo, (entrar) | www.radioriovermelho.com.br
 
   
 
       
 
 
 
 
Início > Últimas notícias > 07/08/2018 09:15
   
 

  Ministério Público denuncia professor acusado de matar advogada no Paraná

Philipe Santos
www.correiobraziliense.com.br Foto: Reprodução/Facebook

O Ministério Público do Paraná denunciou o professor de biologia Luís Felipe Manvailer por cárcere privado, fraude processual e feminicídio na morte da esposa Tatiane Spitzner. A denúncia foi apresentada nesta segunda-feira (6/8), 15 dias após a jovem morrer depois de cair do 4° andar do edifício onde o casal morava.

Imagens de câmeras de segurança mostram Luís Felipe agredindo Tatiane durante uma discussão quando o casal retornava de uma festa. As agressões duraram cerca de 15 minutos até eles chegarem ao apartamento. A advogada tentou fugir, mas o professor a obrigou a subir para o quarto.

Na denúncia apresentada há laudos da perícia que diz que, durante as agressões, o acusado “produziu lesões compatíveis com esganadura (…) praticando tal delito mediante asfixia”. 15 minutos após a subida dos dois, Tatiane caiu do 4° andar.

Logo após recolher o corpo da esposa para o apartamento, Luís Felipe tentou fugir do país, mas foi encontrado a 340 quilômetros do local do crime ao se envolver em um acidente. Preso desde então, o acusado teve o pedido de prisão mantida pelo Ministério Público.

Além do feminicídio, foram apresentadas denúncias como qualificadoras do homicídio: motivo fútil, morte mediante asfixia e uso de meio que dificultou a defesa da vítima. Ele foi denunciado por cárcere privado por ter impedido a saída da esposa do apartamento e fraude processual por ter removido o corpo da vítima do local da queda e limpeza do sangue deixado no elevador.

   
 
   
  Voltar
   
  Mais notícias
   
  Ministério do Meio Ambiente suspende convênios e parcerias com ONGs por três meses

Inep divulga notas do Enem na sexta-feira

Três são presos em Pires do Rio acusados de tráfico de drogas

Mais de 62 milhões de brasileiros terminaram 2018 com CPF negativado, aponta CNDL/SPC Brasil

Brasil é o segundo país no mundo com maior número de casos de hanseníase

Bolsonaro assina decreto e facilita posse de armas no Brasil

Motorista de aplicativo é preso suspeito de estuprar passageira e anotar perfil de rede social no corpo da vítima, em Goiânia

Prefeitura de Vianópolis mantém início das aulas na rede municipal de ensino para o dia 21 de janeiro

Início das aulas na rede municipal de ensino de Gameleira de Goiás é adiado para o dia 30 de janeiro

Justiça de Goiás nega habeas corpus e mantém João de Deus preso

Ver todas as notícias


 

Ouça

 

Assista

 
  Participe
Seu nome:
 

Seu comentário:

 
 
 
  Peça sua música
Seu nome:
 
Cidade/Estado:
 
Sua música:
 
Manda para:
 
 
 
  Redes Sociais
 

 
 
   
 
  © Copyright 2012-2018 - Rádio Rio Vermelho - Todos os direitos reservados

A Rádio | Notícias | Programação | Comercial | Equipe | Contato
Desenvolvido por DMM Web