Bem-vindo, (entrar) | www.radioriovermelho.com.br
 
   
 
       
 
 
 
 
Início > Últimas notícias > 21/11/2017 09:33
   
 

  Produção agrícola brasileira sofre com má qualidade de rodovias

Raphael Costa - Agência do Rádio
Da Redação Foto: Werther Santana/Agência Estado

O Brasil é um dos gigantes da agropecuária no mundo. O país é o maior exportador de carne do planeta e segundo maior exportador agrícola. No entanto, a questão logística põe a situação dos produtores em desvantagem.

Antônio José Meireles tem 46 anos, há 16 trabalha como agricultor. Ele, que planta milho e soja em Naviraí, no Mato Grosso do Sul, reclama da atual situação com relação ao escoamento da produção.

A gente sabe que a gente não consegue produzir se a gente não pagar o transporte. O custo desse transporte via rodovia é alto.”

Elisangela Lopes é assessora técnica da Comissão Nacional de Infraestrutura de Logística da Confederação de Agricultura e Pecuária, a CNA. Ela conta que a malha rodoviária do Brasil é responsável por transportar cerca de 60% de todos os produtos produzidos no campo. O problema é que, segundo um levantamento da Confederação Nacional de Transportes, a CNT, 60% das estradas brasileiras foram avaliadas como regulares, ruim ou péssimas, com problemas na pavimentação, falta de sinalização e buracos. Ainda segundo a pesquisa estradas com uma pavimentação avaliadas como péssima podem causar um aumento no custo operacional de até 91,5%.

Elisangela deu detalhes do quanto isso pesa para o produtor brasileiro na comparação com os principais concorrentes do Brasil no mercado externo.

Nós somos imbatíveis quando comparamos com ele a questão da nossa produtividade para dentro da porteira. Passou a porteira, aí a situação muda de figura. Nós temos os maiores custos, cerca de três, quatro vezes mais que Estados Unidos e Argentina.”

Para agravar a situação, as possibilidades de baratear o escoamento da produção estão emperradas por falta de estrutura, como a utilização de rios e ferrovias, avalia Elisangela.

”Como a gente não tem hidrovias, a gente tem rios, mas que não são classificados, na maioria, como hidrovias. Faltam obras de finalização, dragagem, derrocamento, tornar as condições desse rio navegável. A gente utiliza muito pouco aibnda as nossas hidrovias. E o ferroviário é caracterizado por um monopólio, onde o custo do transporte muitas vezes é balizado  rodoviário. Chegando a custar o mesmo valor, quando internacionalmente esse valor chega a ser 30% menos.”

Enquanto a situação não é resolvida, Antônio José lamenta a falta de atenção dada à situação.

“Enquanto nossos políticos não focarem que o Brasil é um país extremamente agrícola e que depende disso para ser mais competitivo lá fora, a gente precisa ter uma infraestrutura melhor, a gente vai continuar sofrendo.”

Quando separado por regiões do país, de acordo com o levantamento da CNT, a Região Norte do país é quem mais sofre com custos adicionais, 33,6% ao todo. O Sudeste, que menos paga custos adicionais, tem um acréscimo de 24,7% no transporte dos produtos.

   
 
   
  Voltar
   
  Mais notícias
   
  Governo Temer tem 76% de avaliação ruim e péssima, diz Ibope

Eleições 2018: 75% dos deputados federais devem se reeleger

Ibope: 37% dos eleitores votarão em Lula; Bolsonaro tem 18% do eleitorado

Justiça determina retirada de tornozeleira eletrônica de Carlinhos Cachoeira para viagens a trabalho após pedido da defesa

Pesquisa aponta que quase 90% das mulheres já foram vítimas de violência em Goiás

Após dia D, Vianópolis atinge 68% da meta de vacinação contra a Poliomielite e Sarampo

APAE de Silvânia promove atividades em comemoração à Semana Nacional da Pessoa com Deficiência Intelectual e Múltipla

Detentos recebem atendimento oftalmológico na Unidade Prisional de Orizona

Programa Ação Cidadã realiza atendimentos em Silvânia na próxima sexta-feira

Índia já registra 370 mortes devido à pior inundação nos últimos 80 anos

Ver todas as notícias


 

Ouça

 

Assista

 
  Participe
Seu nome:
 

Seu comentário:

 
 
 
  Peça sua música
Seu nome:
 
Cidade/Estado:
 
Sua música:
 
Manda para:
 
 
 
  Redes Sociais
 

 
 
   
 
  © Copyright 2012-2018 - Rádio Rio Vermelho - Todos os direitos reservados

A Rádio | Notícias | Programação | Comercial | Equipe | Contato
Desenvolvido por DMM Web