Bem-vindo, (entrar) | www.radioriovermelho.com.br
 
   
 
       
 
 
 
 
Início > Últimas notícias > 10/08/2017 07:50
   
 

  Senado aprova PEC que torna estupro crime imprescritível

Mariana Jungmann - Repórter da Agência Brasil
www.agenciabrasil.ebc.com.br Foto: Acervo/JC Imagem

O plenário do Senado aprovou nesta quarta-feira (9), em segundo turno, a proposta de emenda à Constituição que torna imprescritíveis os crimes de estupro. O texto, do senador Jorge Viana (PT-AC), foi aprovado por 61 votos favoráveis e nenhum contrário e segue agora para a Câmara dos Deputados.

Com isso, não haverá mais tempo mínimo para que as vítimas desse tipo de crime façam a denúncia à Justiça. Hoje, esse prazo é de 20 anos, após o qual, mesmo que a vítima denuncie, o autor do crime não pode mais responder por ele. A lei atual estabelece que o estupro é crime inafiançável e hediondo, o que agrava a pena e reduz o acesso a benefícios relacionados à execução penal.

Apesar das punições já mais duras, a relatora da matéria, senadora Simone Tebet (PMDB-MS), acredita que a retirada da prescrição será importante especialmente nos casos em que a vítima é criança e só tem condições de denunciar depois de adulta.

Além dos casos de menoes de idade e de situações em que o abuso ocorre dentro do ambiente familiar, há ainda casos em que as vítimas têm vergonha de denunciar porque sofrem preconceito a respeito do local em que estavam ou da roupa que estavam usando, na opinião da senadora.

“É esse lapso de tempo que fertiliza a impunidade, e é essa impunidade que se pretende combater, ao tornar o estupro, como o racismo, um crime imprescritível”, afirmou a relatora.

Para o autor da proposta, a mudança vai ajudar a revelar casos mesmo após muitos anos. “Esta Proposta de Emenda a Constituição é uma resposta, é uma voz que vai se sobrepor ao silêncio que temos hoje desse quase meio milhão de crimes de estupro [por ano] que o Brasil vive e silencia”, afirmou Jorge Viana.

Para o senador, a mudança constitucional “manda um recado duro para os estupradores que fazem do Brasil um país campeão de estupros, dizendo: olha, se você cometer um estupro, a qualquer momento você pagará por ele”.

   
 
   
  Voltar
   
  Mais notícias
   
  40% dos presos no Brasil ainda não foram julgados, aponta Ministério da Justiça

Ministro da Secretaria de Governo, Antônio Imbassahy, pede demissão

Inspeção veicular será obrigatória no Brasil a partir de 2020

Edital do novo concurso da Saneago será lançado dia 15

Dois motoristas são presos em Goiás suspeitos de desviar até 3 mil litros de combustíveis por dia

Em Goiás, 10% das mortes por acidente de trabalho são de trabalhadores da construção civil

STF decide que assembleias não podem derrubar prisão de deputados estaduais

Mulheres dedicam mais tempo a afazeres domésticos do que homens, aponta PNAD

Carteira Nacional de Habilitação terá chip a partir de 2019

Cabral é autorizado a prestar Enem para tentar vaga no curso de História

Ver todas as notícias


 

Ouça

 

Assista

 
  Participe
Seu nome:
 

Seu comentário:

 
 
 
  Peça sua música
Seu nome:
 
Cidade/Estado:
 
Sua música:
 
Manda para:
 
 
 
  Redes Sociais
 

 
 
   
 
  © Copyright 2012-2016 - Rádio Rio Vermelho - Todos os direitos reservados

A Rádio | Notícias | Programação | Comercial | Equipe | Contato
Christyano.com.br