Bem-vindo, (entrar) | www.radioriovermelho.com.br
 
   
 
       
 
 
 
 
Início > Últimas notícias > 19/05/2017 07:43
   
 

  Motorista atropela manifestantes que pediam renúncia de Michel Temer em Goiânia

Fernanda Borges, Paula Resende e Vanessa Martins, G1 GO
www.g1.com Foto: Reprodução TV Anhanguera


Uma motorista tentou furar um bloqueio feito durante um protesto que pedia a renúncia do presidente Michel Temer (PMDB) na Avenida Anhanguera, em Goiânia, na tarde desta quinta-feira (18), e atropelou manifestantes. Pelo menos duas pessoas ficaram feridas.

Em seguida, manifestantes cercaram o carro e o depredaram. Dos feridos, uma mulher foi atendida por uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e levada para o Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo). O outro é o marido dela, que sofreu ferimentos em um dos braços, mas seguiu para o 1º Distrito Policial da capital.

De acordo com boletim médico, divulgado pelo Hugo, a mulher atropelada está consciente, orientada, verbalizando e respirando de forma espontânea. Ela foi avaliada pela equipe multiprofissional da emergência da unidade.

Já a condutora do carro e um passageiro foram retirados do veículo e escoltados pelo Corpo de Bombeiros e pela Polícia Militar. Em seguida, a mulher foi levada para a Central de Flagrantes de Goiânia.

Segundo o sargento Welder Alves Justino, a motorista não ficou ferida. “Ela está em estado de choque. Todo mundo queria apedrejar o carro dela. Tentaram linchá-la. Ela não ficou ferida, apenas assustada”, disse.

Protesto

A concentração do protesto começou por volta das 16h15 na Praça do Bandeirante, no Setor Central, e reuniu integrantes de diferentes entidades. Segundo a organização, cerca de 300 pessoas participaram do ato. Já a Polícia Militar não informou a estimativa. O ato foi encerrado por volta das 18h.

A manifestação foi organizada por meio de redes sociais na noite de quarta-feira (17), depois que o jornal "O Globo" divulgou informações sobre a delação dos irmãos donos da JBS, Joesley e Wesley Batista, que disseram que gravaram o presidente Michel Temer dando aval para comprar o silêncio do deputado cassado e ex-presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha (PMDB-RJ), depois que ele foi preso na Operação Lava Jato.

Em pronuciamento na tarde desta quinta-feira, Michel Temer disse que não teme a delação e que não vai renunciar ao cargo.

Participaram do protesto em Goiânia, o Fórum Goiano contra as Reformas da Previdência e Trabalhista, composto por centrais sindicais, as Frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo e entidades representativas da sociedade civil. Eles também afirmaram que o ato foi contra as reformas da Previdência e trabalhista.


   
 
   
  Voltar
   
  Mais notícias
   
  Contas de luz de junho terão bandeira verde, sem acréscimo na tarifa

Presidente do BNDES, Maria Silvia Bastos, pede demissão

Conta de água fica 6,27% mais cara a partir de julho em Goiás

Programa Balde Cheio muda vida de produtores rurais que vivem às margens do lago de Corumbá IV

Três pessoas são detidas após polícia descobrir serviço delivery de drogas em Silvânia

Homens encapuzados assaltam propriedade rural no Assentamento Buriti, entre Silvânia e Vianópolis

SUS passará a ofertar medicamento de prevenção ao vírus HIV

Michel Temer revoga decreto que convocou Exército em Brasília

Pesquisa do governo mostra que Temer não tem mais que 5% de popularidade

PRF de Goiás apreende 4.500 caixas de cigarros contrabandeados

Ver todas as notícias


 

Ouça

 

Assista

 
  Participe
Seu nome:
 

Seu comentário:

 
 
 
  Peça sua música
Seu nome:
 
Cidade/Estado:
 
Sua música:
 
Manda para:
 
 
 
  Redes Sociais
 

 
 
   
 
  © Copyright 2012-2016 - Rádio Rio Vermelho - Todos os direitos reservados

A Rádio | Notícias | Programação | Comercial | Equipe | Contato
Christyano.com.br