Bem-vindo, (entrar) | www.radioriovermelho.com.br
 
   
 
       
 
 
 
 
Início > Últimas notícias > 20/04/2017 09:07
   
 

  Goiás perde por 3 a 0 do Fluminense e dá adeus à Copa do Brasil

Agência Estado
www.aredacao.com.br Foto: Nelson Perez/Fluminense F.C.

O Goiás não conseguiu administrar a vantagem construída no primeiro jogo da quarta fase da Copa do Brasil e deu adeus à competição na noite desta quarta-feira (19/4). Diante do Fluminense, no estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro, o alviverde perdeu por 3 a 0. No jogo de ida, em Goiânia, a partida terminou em 2 a 1. O time carioca avançou para as oitavas de final e agora espera o sorteio desta quinta-feira (20) para saber quem enfrentará.

O placar foi construído apenas no segundo tempo. Apesar da vitória folgada, o Fluminense também teve as suas dificuldades na partida. O time carioca teve toda a iniciativa de jogo no primeiro tempo, mas parou na retranca do Goiás e na própria inoperância de seus atacantes. Fincado entre os defensores, Pedro foi figura nula, enquanto que Wellington Silva e Richarlison ora batiam cabeça ora apareciam muito abertos pelos flancos.

Para piorar o quadro, nas duas chances de gol mais claras da primeira etapa, o Fluminense sucumbiu. A primeira aconteceu logo no início, aos 9 minutos, quando Wellington Silva foi derrubado por Victor Bolt na linha da grande área e o árbitro assinalou pênalti. Sornoza bateu forte, mas no meio, e o goleiro Marcelo Rangel defendeu. Um gol àquela altura da partida poderia ser um refresco e tanto ao time tricolor carioca. Afinal, 1 a 0 seria suficiente para o Fluminense avançar às oitavas e isso faria com que o Goiás tivesse que se abrir a partir daí.

Mas, ao errar a cobrança, Sornoza não só desperdiçou a chance como deixou o Fluminense ainda mais nervoso. O time passou a errar passes e a abusar dos lançamentos à área. Aos 29 minutos, na única boa jogada de flanco que acabaria dando certo, Wellington Silva recebeu na pequena área, mas chutou muito mal, para fora. O chute alto foi a segunda e última grande chance de o Fluminense abrir o marcador no primeiro tempo de jogo.

Com o placar em branco, na etapa final o técnico Abel Braga não quis saber de esperar e jogou o time ainda mais ao ataque. Ele voltou com o atacante Marquinhos Calazans na vaga do lateral-esquerdo Leo, deixando a equipe carioca com nada menos do que quatro jogadores de vocação ofensiva. A mudança deu certo. Aos 12 minutos, o jogador, que foi atuar pelo lado esquerdo do ataque, apanhou a bola após cobrança de escanteio e cruzou na segunda trave para Henrique cabecear e abrir o marcador.

Quatro minutos mais tarde, Nogueira ampliou também de cabeça após nova jogada pela esquerda. Com os 2 a 0, o Goiás precisou se jogar ao ataque e aí o Fluminense passou a explorar inúmeros contragolpes. Para facilitar ainda mais sua vida, o lateral-direito Tony foi expulso aos 25 minutos. Pedro, aos 36, fechou o placar. 

   
 
   
  Voltar
   
  Mais notícias
   
  Mais de 22 milhões de animais devem ser vacinados na 1ª etapa da Campanha contra Febre Aftosa em Goiás

MPF pede retorno de mulher de Sérgio Cabral para a prisão preventiva

PM recupera 87 veículos nos quatro dias da Operação Tiradentes em Goiás

Promotor de Justiça propõe implantação de sistema de monitoramento por meio de câmeras em Vianópolis

Presidente da Câmara diz que pretende concluir votação de reforma trabalhista até quinta-feira

PRF desarticula quadrilha que roubava caminhonetes no Sudoeste de Goiás

Brasil registrou queda no número de celulares e de TV por assinatura, diz Anatel

Cartão Reforma atenderá 16 mil famílias em Goiás

Campanha pretende reduzir o contrabando no Brasil

Goiás e Vila Nova vão decidir o Goianão pela 11ª vez

Ver todas as notícias


 

Ouça

 

Assista

 
  Participe
Seu nome:
 

Seu comentário:

 
 
 
  Peça sua música
Seu nome:
 
Cidade/Estado:
 
Sua música:
 
Manda para:
 
 
 
  Redes Sociais
 

 
 
   
 
  © Copyright 2012-2016 - Rádio Rio Vermelho - Todos os direitos reservados

A Rádio | Notícias | Programação | Comercial | Equipe | Contato
Christyano.com.br