Bem-vindo, (entrar) | www.radioriovermelho.com.br
 
   
 
       
 
 
 
 
Início > Últimas notícias > 18/03/2017 08:35
   
 

  Projeto quer liberar visitas de animais de estimação em hospitais de Goiás

G1 Goiás
www.g1.com Foto: Google Imagens

Um projeto de lei quer permitir que animais de estimação saudáveis entrem em hospitais durante os horários de visita, em Goiás. A proposta tramita na Assembleia Legislativa do estado e divide opiniões. Enquanto especialistas reconhecem que os bichos podem contribuir na melhora dos pacientes, a Associação dos Hospitais do Estado de Goiás alega que eles podem representar um risco sanitário às unidades.

Para o médico psiquiatra Daniel Victor Arantes, a presença do animal durante os tratamentos estimula a produção de hormônios e enzimas favoráveis à recuperação de quem está doente. “Você acaba liberando substâncias como endorfinas e outros neurotransmissores que são bastante positivos, inclusive com papel neurorregenerador. Ajuda o sistema imunológico, ajuda na recuperação do paciente sem sombra de dúvida”. disse.

A proposta foi apresentada pelo deputado estadual Gustavo Sebba (PSDB) no ultimo dia 3 de março e está sendo analisada pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Casa.

O projeto de lei apresenta algumas restrições. As visitas com os animais devem ser agendas e sempre acompanhadas de algum parente do paciente. Além disto, eles devem entrar dentro de bolsas ou caixas apropriadas para o seu transporte. A ideia ainda proíbe os bichos de visitarem áreas de isolamento, quimioterapia e transplantes.

Para a Associação dos Hospitais do Estado de Goiás, que é contra o projeto de lei, por mais amigo e querido que o bicho de estimação seja e, mesmo sendo devidamente vacinado e tratado, o animal “é um foco de transmissão de doenças”.  Segundo a entidade, a presença do animal no ambiente hospitalar “pode se transformar em uma situação de risco para o paciente”.

Aliados na cura

A engenheira civil Márcia Cardoso de Oliveira enfrentou um tratamento de câncer há 15 anos. Ela afirma que o carinho recebido dos cachorros dela foi fundamental na luta contra a doença.

“Ele sente nos sinais corporais, no cheiro que a pessoa exala, o momento em que a pessoa está mais fragilizada e que precisa dele e eles dão essa força muito grande para a gente”, contou.

A experiência também é aprovada pelo biomédico Ítalo Bruno que acredita que o amor dos animais pode ajudar a curar problemas no organismo. “Este sentimento ultrapassa qualquer barreira, cura qualquer doença, vai além de todas as debilitações, além de todas as barreiras que possam existir”, disse.

   
 
   
  Voltar
   
  Mais notícias
   
  Pretos ou pardos são 63,7% dos desempregados no Brasil

Beyoncé é a mulher mais bem paga da música em 2017, com US$ 105 milhões

Produção agrícola brasileira sofre com má qualidade de rodovias

Prazo para renovação de contratos do Fies é prorrogado para 30 de novembro

Ex-gerente da Transpetro é preso em nova fase da Lava Jato que investiga repasse ao PT

Abertas inscrições do processo seletivo para 60 vagas na Polícia Civil de Goiás

Garoto morre após se afogar enquanto nadava no Lago Corumbá IV, em Abadiânia

Silvaniense Iranildo Espíndola participa de competição internacional de tênis de mesa paralímpico na Argentina

Ministério Público faz ação para combater regalias em presídios, em Goiás

Conselho Regional de Contabilidade promove palestra sobre a reforma trabalhista em Silvânia

Ver todas as notícias


 

Ouça

 

Assista

 
  Participe
Seu nome:
 

Seu comentário:

 
 
 
  Peça sua música
Seu nome:
 
Cidade/Estado:
 
Sua música:
 
Manda para:
 
 
 
  Redes Sociais
 

 
 
   
 
  © Copyright 2012-2016 - Rádio Rio Vermelho - Todos os direitos reservados

A Rádio | Notícias | Programação | Comercial | Equipe | Contato
Christyano.com.br